1. HQ que inspirou AZUL É A COR MAIS QUENTE chega ao Brasil
22/11/13 - 17h50
por Renato Silveira  

Azul é a Cor Mais Quente chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 6 de dezembro. Duas semanas antes, o público poderá ler a graphic novel que deu origem ao filme vencedor da Palma de Ouro. 

A editora Martins Fontes programou para este domingo, dia 24, no Rio de Janeiro, o lançamento da HQ com a presença da autora Julie Maroh, que publicou Azul é a Cor Mais Quente pela primeira vez em 2010, tendo recebido prêmios mundo afora desde então.

Esta é a primeira vez que os quadrinhos são editados no Brasil. Inclusive, o título original, Le bleu est une couleur chaude, é semelhante ao que o longa recebeu aqui (na França, seu país de origem, o filme se chama La Vie D’Adèle, ou “A Vida de Adele”). 

Maroh é natural de Lens, na França, e formada em artes visuais. Azul é a Cor Mais Quente começou a ser desenvolvida por ela em 2004, quando tinha 19 anos. A quadrinhista é lésbica, mas a história não é baseada em sua vida pessoal.

"Meus métodos como autora são parecidos com os de um ator. Eu tenho de esquecer de mim mesma e permitir que os personagens assumam o controle, vivam em mim e me guiem de acordo com a personalidade deles. Depois eu transcrevo isso da maneira mais precisa possível. Então, não, este livro não é autobiográfico, todos os personagens e acontecimentos são fictícios. Mas isso não torna a história menos realista", afirma a autora (foto à direita), que é ativista do movimento pelos direitos dos homossexuais.

"O livro, portanto, retrata de modo geral aquilo com que muitos adolescentes homossexuais, transgêneros e com orientação sexual indefinida têm de lidar tanto internamente como no ambiente em que vivem. E, claro, é também uma história de amor entre duas pessoas, que criei para ilustrar que essas identidades e a própria história são tão poderosas como as que ocorrem na sociedade heterossexual (que é estabelecida como norma)", completa.

Azul é a Cor Mais Quente conta a história de Clementine, uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota de cabelos azuis. É a primeira graphic novel escrita por Maroh, que já lançou seu segundo trabalho, Skandalon, na França e prepara o terceiro.
Ela recebe o público brasileiro a partir das 14h, neste domingo, dia 24, no Centro Cultural Waly Salomão, em Vigário Geral, Rio de Janeiro. A graphic novel de 160 páginas será vendida ao preço sugerido de R$ 39,90.

Diretor e atriz também no Brasil
O cineasta Abdellatif Kechiche e a protagonista da adaptação cinematográfica, Adèle Exarchopoulos, também estarão no Brasil na semana que vem. Eles vão se encontrar com o público e com a imprensa em duas sessões de pré-estreias nos dias 29, no Reserva Cultural em São Paulo, e 30, no Cine Odeon no Rio de Janeiro.

Segundo a Imovision, distribuidora do filme no Brasil, haverá venda de ingressos, mas a carga deverá ser pequena, já que as exibições também serão para convidados.
http://www.cinemaemcena.com.br/plus/modulos/noticias/ler.php?cdnoticia=51533

    HQ que inspirou AZUL É A COR MAIS QUENTE chega ao Brasil
    22/11/13 - 17h50
    por Renato Silveira

    Azul é a Cor Mais Quente chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 6 de dezembro. Duas semanas antes, o público poderá ler a graphic novel que deu origem ao filme vencedor da Palma de Ouro.

    A editora Martins Fontes programou para este domingo, dia 24, no Rio de Janeiro, o lançamento da HQ com a presença da autora Julie Maroh, que publicou Azul é a Cor Mais Quente pela primeira vez em 2010, tendo recebido prêmios mundo afora desde então.

    Esta é a primeira vez que os quadrinhos são editados no Brasil. Inclusive, o título original, Le bleu est une couleur chaude, é semelhante ao que o longa recebeu aqui (na França, seu país de origem, o filme se chama La Vie D’Adèle, ou “A Vida de Adele”).

    Maroh é natural de Lens, na França, e formada em artes visuais. Azul é a Cor Mais Quente começou a ser desenvolvida por ela em 2004, quando tinha 19 anos. A quadrinhista é lésbica, mas a história não é baseada em sua vida pessoal.

    "Meus métodos como autora são parecidos com os de um ator. Eu tenho de esquecer de mim mesma e permitir que os personagens assumam o controle, vivam em mim e me guiem de acordo com a personalidade deles. Depois eu transcrevo isso da maneira mais precisa possível. Então, não, este livro não é autobiográfico, todos os personagens e acontecimentos são fictícios. Mas isso não torna a história menos realista", afirma a autora (foto à direita), que é ativista do movimento pelos direitos dos homossexuais.

    "O livro, portanto, retrata de modo geral aquilo com que muitos adolescentes homossexuais, transgêneros e com orientação sexual indefinida têm de lidar tanto internamente como no ambiente em que vivem. E, claro, é também uma história de amor entre duas pessoas, que criei para ilustrar que essas identidades e a própria história são tão poderosas como as que ocorrem na sociedade heterossexual (que é estabelecida como norma)", completa.

    Azul é a Cor Mais Quente conta a história de Clementine, uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota de cabelos azuis. É a primeira graphic novel escrita por Maroh, que já lançou seu segundo trabalho, Skandalon, na França e prepara o terceiro.
    Ela recebe o público brasileiro a partir das 14h, neste domingo, dia 24, no Centro Cultural Waly Salomão, em Vigário Geral, Rio de Janeiro. A graphic novel de 160 páginas será vendida ao preço sugerido de R$ 39,90.

    Diretor e atriz também no Brasil
    O cineasta Abdellatif Kechiche e a protagonista da adaptação cinematográfica, Adèle Exarchopoulos, também estarão no Brasil na semana que vem. Eles vão se encontrar com o público e com a imprensa em duas sessões de pré-estreias nos dias 29, no Reserva Cultural em São Paulo, e 30, no Cine Odeon no Rio de Janeiro.

    Segundo a Imovision, distribuidora do filme no Brasil, haverá venda de ingressos, mas a carga deverá ser pequena, já que as exibições também serão para convidados.
    http://www.cinemaemcena.com.br/plus/modulos/noticias/ler.php?cdnoticia=51533

     
  1. bem-vindaamor reblogged this from bem-vindaamor
  2. pepperarcadia likes this
  3. the-dixon-fuck likes this
  4. like-a-rose likes this
  5. ele-se-chama-fetaulo reblogged this from goorugle
  6. umluiz likes this
  7. matilda-pippi-green likes this
  8. filmsandalbums likes this
  9. valarmordormer likes this
  10. imagineimay likes this
  11. ensaboa likes this
  12. naike1990 likes this
  13. the-simple-things-of-life likes this
  14. limagiovana likes this
  15. terraabaixo likes this
  16. goorugle posted this